"> Amazon, Revolução de A a Z

26 de Setembro de 2019

Amazon, Revolução de A a Z

Hoje considerada como uma das maiores empresas do mundo e sempre citada por suas inovações, tanto materiais, quanto no modo de planejamento e crescimento, a Amazon é um fenômeno mundial. Mas como uma empresa que começou vendendo livros em uma garagem chegou a tal posição?

 

História

 

A Amazon teve início em 1994, quando seu fundador, Jeff Bezos, na época um empresário de wall street, decidiu largar seu trabalho e junto com sua esposa apostar em uma promessa do futuro: a Internet. Com a ideia de ser apenas uma revendedora de livros online (algo muito diferenciado em 1994), foi criada a Cadabra, que futuramente viria a se chamar Amazon. Apesar de demorar quase um ano para montar suas operações e começar as atividades, logo no primeiro mês de vendas já foi um sucesso de popularidade, tendo compras em todos os 50 estados americanos.

A empresa teve sua abertura de capital em bolsa logo em 1997, com ações fechando a US$23,50 no primeiro dia, dando à empresa um valor de mercado de 560 Milhões de dólares. Tal sucesso rápido gerou muita notabilidade em cima da empresa, inclusive com muitos ataques de concorrentes, principalmente com um processo pela Barn’s & Noble’s, na época a maior livraria americana (hoje a amazon tem valor de mercado mais de 1000x maior).

Porém, logo em 1997, no primeiro relatório financeiro anual, estava escrita uma frase que marcaria todo o sucesso futuro da empresa: “Its All About The Long Term”. A empresa hoje se tornou uma das maiores do mundo devido a esse pensamento, procurando sempre atrair cada vez mais consumidores para crescer sua fração de mercado. Mesmo que isso significasse lucros muito pequenos em comparação com as vendas, ou até prejuízos.

Outro grande fator para o gigante crescimento da empresa foi o foco em inovações. Em 1998 um grande passo foi dado, já que a empresa abriu seus horizontes para além dos livros. O começo de vendas de CD’s e DVD’s foi um marco para a expansão de categorias de vendas, que hoje são praticamente ilimitadas. Outro grande ponto é a criação do Kindle, aparelho eletrônico para leitura de livros digitais, marcando a saída da empresa apenas da área de revendas.



 

Áreas de Atuação

 

Muito mais do que apenas uma revendedora de livros, hoje Amazon é conhecida por atuar em diversas áreas diferentes. Talvez uma das que ela mais se destaque seja na de logística e entregas. Com mais de 100 mil funcionários e frota própria, incluindo aviões e futuramente um aeroporto próprio (Link), a empresa revolucionou o mundo no quesito de fretes e entregas. Em muitas cidades dos Estados Unidos hoje é possível receber as encomendas no mesmo dia da compra, e para os assinantes do Prime, o serviço de fidelidade pago mensalmente, entregas de até dois dias são gratuitas. Além de possuírem também um serviço de entregas totalmente automatizado em algumas cidades testes, feito por drones. 

Mas além das entregas e vendas, a Amazon tem muitas outras áreas de atuação. Uma das grandes invenções foi o Kindle, e o Amazon Prime Video, sistema de entretenimento sob demanda, nos mesmos moldes do Netflix. Ademais, lançou recentemente a Alexa, assistente pessoal virtual, conectável ao Amazon Echo, sistema de “Smart Home”, ou seja, casa inteligente. Aparelho que pode controlar vários objetos do cotidiano que sejam compatíveis, assim como fazer tarefas como ler audiobooks, gerar alarmes, fornecer informações em tempo real e muito mais. 

 

Estratégia Financeira

 

Sabendo a história da empresa, ainda resta a dúvida, como a empresa de venda de livros cresceu a ponto de ser uma das empresas mais influentes em diversas áreas da atualidade? Para chegarmos à uma resposta mais precisa, precisamos analisar como a empresa colocou em prática a estratégia traçada em 1997 de investir pesado no longo prazo.

Normalmente, na ordem empresarial que vivemos hoje, as empresas valorizam ao máximo a geração de lucro e crescimento. Porém, a Amazon tomou um caminho diferente, em sua trajetória ela não priorizou o lucro, e sim o crescimento da participação de mercado por meio de preços e fretes baratos e entregas rápidas, fidelizando cada vez mais clientes e se tornando ano após ano soberana na área. Tanto o lucro era pouco importante, que muitos anos a empresa contabilizou prejuízos anuais e na maioria dos outros lucros extremamente abaixo da média do setor, quando se comparado com as receitas.

Não foi até os recentes anos que a empresa começou a ver uma geração de lucros mais expressivas, e mesmo assim, com margens de lucro pequenas em comparação com outras empresas da área.

(Lucros Obtidos pela Amazon anualmente)

 

Tal estratégia adotada, por mais que arriscada, foi essencial para colocar a empresa no patamar que ela se encontra hoje, e que mesmo outras empresas de vendas sejam grandes de patrimônio, como Walmart e Target, elas não têm crescimento nem perto de tão acelerado quanto o da Amazon, e muito menos um sistema de logística e operações tão consolidado e soberano que permitam competir com a empresa em relação ao crescimento da participação do mercado.


 

Futuro da empresa

 

A Amazon é vista de uma maneira diferente de muitas outras maiores empresas do mundo, pois possui uma parcela de mercado gigantesca e pouquíssima concorrência do mesmo nível, podendo ter espaço para continuar crescendo cada vez mais e continuar aumentando seus lucros nos próximos exercícios. Porém, uma dúvida para muitos investidores é se a empresa chegará em um ponto em que considere sua posição de mercado como suficiente e comece a focar nos lucros como outras empresas, ou se continuará por muito tempo adotando a postura de investir no longo prazo e crescer ainda mais.

 

Independentemente do planejamento financeiro futuro da empresa, sabemos ao certo que inovações continuarão sendo o foco dela por muito tempo, e com um valor e participação de mercado tão grandes, podemos continuar esperando grandes coisas da empresa que revolucionou tanto a maneira de se realizar entregas quanto a maneira de se pensar nos planejamentos das finanças corporativas.



 

Fontes:

https://theshoppers.com/como-a-amazon-ganhou-o-mundo/

https://exame.abril.com.br/tecnologia/como-jeff-bezos-fez-fortuna-com-a-amazon/

https://www.macrotrends.net/stocks/charts/AMZN/amazon/net-income

https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/07/150715_amazon_20_anos_rb

https://braziljournal.com/amazon-20-anos-do-ipo

https://logodownload.org/amazon-logo-amazon-com-logo/

 

NEWSLETTER

Postagens Populares