"> Destaques da Semana - (04/maio)

5 de Maio de 2019

Destaques da Semana - (04/maio)

Internacional

 

  • Mercados

                                                                                     Escrito por: Caroline Schanz

 

Uber é processado por taxistas australianos por operações ilegais

Uma ação coletiva foi impetrada contra a Uber Technologies Inc, acusando a mesma de operar ilegalmente e prejudicar os trabalhadores e operadores da empresa na Austrália. O processo pede pesadas indenizações em nome de cerca de 6 mil taxistas e motoristas fretados, chegando a centenas de milhões de dólares.

Os advogados defendem a ideia de que a Uber  sabia que suas operações eram ilegais, ainda que um porta-voz da empresa tenha dito que não teriam recebido uma ação coletiva e negado que tenha funcionado ilegalmente. A Uber possuía um software chamado Greyball em muitos países, tais como Austrália, China e Coréia do Sul, o qual bloqueava o acesso a órgãos reguladores e agências de aplicação da lei. Porém, a empresa refutou essa acusação de que o mecanismo se esquivava dos reguladores, alegando que sua função era proteger os motoristas. Tendo em vista a repercussão do assunto, a mesma proibiu o uso de Greyball.

Google despende de centenas de milhões de dólares em revisão de conteúdo

Em março, a transmissão ao vivo nas redes sociais de um tiroteio em massa na Nova Zelândia fez com que o presidente do Comitê de Segurança da Câmara dos EUA pedisse aos principais executivos de empresas como Google, Facebook, Twitter e Microsoft para aprimorar seus trabalhos na remoção de conteúdo politico violento.

Nesse sentido, a Google, a qual é vinculada à Alphabet Inc, divulgou em uma carta que gasta anualmente centenas de milhões de dólares  em revisão de conteúdo. Além disso, relatou que foram revisados mais de 1 milhão de suspeitos “vídeos de terrorismo” no YouTube nos primeiros três meses, e que 90 mil violaram sua política de terrorismo.

Com isso, os custos da empresa aumentaram quase o mesmo que a receita. É relevante o fato das despesas subirem mais rápido do que a receita, o que faz com que haja uma preocupação por parte dos investidores

 

 

Fechamento Semanal:

Nasdaq: 0,216% aos 8.164 pontos

Dow Jones: -0,145% aos 26.504,95 pontos

S&P 500: 0,196% aos 2.945,64 pontos

Shanghai Composite (índice chinês): -0,261% aos 3.078,34 pontos (fechamento em 30/04)

Kospi (índice sul coreano): 0,781% aos 2.196,32 pontos

Nikkei 225 (índice japonês): 0% aos 22.258,73 pontos (fechamento em 26/04)

DAX (Alemanha): 0,792% aos 12.412,75 pontos

CAC 40 (França) : -0,368% aos 5.548,84 pontos

FTSE 100 (Londres): -0,64% aos 7.380,64 pontos

Euro Stoxx 50 (Zona do Euro): 0,059% aos 3.502,48 pontos

IBEX 35 (Espanha): -1,014% aos 9.409,6 pontos



 

  • Política Econômica e Indicadores

Escrito por: Mariana Venancio

Payroll

Dados divulgados na sexta-feira, 03, com o fechamento do Payroll, o número total de empregos em folha de pagamento no setor primário subiu no mês de abril para 263 mil, e a taxa de desemprego recuou para 3,6%, segundo o Departamento de Estatísticas do Trabalho dos Estados Unidos.

Nesse contexto, os avanços notáveis de empregabilidade contam com aumento em serviços profissionais e empresariais, construção, assistência médica e social. A taxa de desemprego caiu 0,2 ponto percentual para 3,6% em abril, a taxa mais baixa desde dezembro de 1969. No mês, o número de desempregados diminuiu em 387 mil, para 5,8 milhões.

As constantes evoluções no setor privado dos EUA vem ajudando no humor dos mercados acionários, mais uma vez, as bolsas da Europa fecharam majoritariamente em alta em prol disso.

 

Nacional

 

  • Mercado de Capitais e Câmbio

Escrito por: Yan Izzo

Klabin divulga 1° relatório trimestral e registra prejuízo líquido de R$  196 milhões

A Klabin S.A. uma das maiores produtoras e exportadoras de papéis do país encerrou os primeiros três meses deste ano com prejuízo líquido de cerca de 196 milhões de reais, o que contrasta o ano de 2018 em que obteve lucro líquido de 125 milhões no primeiro trimestre e de 913 milhões no período inteiro.

Tal resultado foi impactado principalmente pelas incertezas no ambiente nacional com as reformas e no meio externo com o mercado de celulose afetado pela guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, além do aumento das despesas financeiras devido a maior exposição às flutuações cambiais.

A empresa informou que o Ebtida ajustado totalizando 1.005 bilhão, representando uma alta de 32% em relação ao período entre janeiro e março de 2018, reduzindo a relação dívida líquida sobre Ebitda de 3,8% do primeiro trimestre do ano passado para 3% esse ano. Além disso, a empresa ainda confirmou o recuo na alavancagem através desse novo ciclo de investimentos.

 

No 1° relatório trimestral o Itaú Unibanco apresenta lucro de R$ 6,877 bilhões

O encerramento do primeiro trimestre de 2019 do o Itaú Unibanco (ITUB4) indicou um lucro líquido de R$ 6,877 bilhões, representando uma alta de 7,1% em relação ao mesmo período de tempo no ano anterior, todavia mesmo com a alta ainda estavam dentro das projeções feitas pelos analistas (R$ 6,828 bilhões).

Outros resultados que se destacaram foram o retorno de 23,6% sobre o patrimônio, com variação em relação ao primeiro trimestre de 2018 de 1,4%, e redução de 5% nas despesas correntes não decorrentes de juros.

Em relação ao Market share, houve um avanço nas linhas para pessoas físicas e pequenas e médias empresas de 13,9% e uma queda de 3,1% na carteira de grandes empresas em relação ao primeiro trimestre do ano de 2018. Ademais, aumento o custo de crédito de 0,4% em relação ao ano passado, atingindo R$ 3,804 bilhões.

 

  • Política Econômica e Indicadores

Escrito por: Ana Tsivum

 

Desemprego estende-se pelo país alcançando 13,4 milhões de brasileiros

Segundo dados divulgados na terça-feira (30) pelo IBGE, no trimestre encerrado em março o desemprego no Brasil subiu para 12,7%, atingindo 13,4 milhões de pessoas, tratando-se da maior taxa de desemprego desde o trimestre terminado em maio de 2018, no qual a percentagem foi a mesma, isso demonstra a perda de dinamismo e recuperação mais lenta da economia neste começo de ano.

O secretário de Coordenação e Governança das Empresas Estatais do Ministério da Economia, Fernando Soares, afirmou que pelo menos cinco programas de demissão voluntária (PDV) já estão autorizados para serem executados pelas empresas estatais. Ao todo, o número de funcionários foi reduzido em 60 mil desde o ápice observado ao fim de 2014, de 555 mil para 495 mil. O número presente é menor do que o registrado em todos os anos do governo Dilma Rousseff.

Considerando a redução percentual entre 2014 e 2018 das grandes empresas, a maior foi a da Petrobras, registrando um corte de 17% de funcionários, seguida pela Caixa, que reduziu sua força de trabalho em 16%, para 85 mil funcionários. Em seguida, encontram-se o Banco do Brasil (redução de 13%) e Correios (12%).

Produção industrial tem seu pior resultado desde setembro

O IBGE divulgou na sexta-feira (03) dados sobre a produção industrial brasileira que demonstraram ainda mais a perda do dinamismo e fraqueza da economia. A produção registrou queda de 1,3% em março em comparação com o mês anterior, excluindo o crescimento de 0,6% deste. Este é o pior resultado desde setembro do ano passado, o qual obteve queda de 2,1%. Comparando com março de 2018, a indústria teve queda de 6,1%. Na esfera trimestral o recuo foi de 0,7% se comparada com o último trimestre de 2018, e de 2,2% em relação ao primeiro.

Visualizando o aspecto problemático da conjuntura econômica nacional podemos entender mais claramente as motivações desse recuo da produção. O déficit no mercado de trabalho está afetando o consumo das famílias, esse fator ainda desestimula o apetite dos investidores, influenciando nas decisões de investimento dos empresários.

IPC- Fipe e  IGP-M

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) estima as variações do custo de vida das famílias paulistanas com renda familiar entre 1 e 10 salários mínimos. Segundo o IPC-Fipe, a cidade de São Paulo fechou abril com inflação de 0,29%.

A Fundação Getúlio Vargas informou na segunda-feira (29) que o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) subiu 0,92%, novamente expondo a desaceleração econômica, tendo em vista que em março esse patamar alcançou 1,26%. Esse arrefecimento foi determinado pela perda de força dos produtos no atacado entre março e abril.

Ministério da Fazenda remaneja R$3,6 bi do orçamento da União

Na quinta-feira (2) o Ministério da Economia publicou no “Diário Oficial da União” (DOU) uma portaria que remaneja os limites de movimentação e empenho em R$3,6 bilhões, para atender demandas urgentes dos ministérios da Infraestrutura (orçamento será ampliado em R$2 bi); do Desenvolvimento Regional (R$800 milhões); da Cidadania (R$500 milhões); da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (R$300 milhões); e da Mulher e Família e Direitos Humanos (R$2 milhões).

Esse remanejamento reduzirá os limites orçamentários de 11 ministérios e o principal afetado será o Ministério da Educação, que terá bloqueio de R$1,589 bilhões em recursos. No final de março, com o bloqueio de R$29,5 bilhões sobre os ministérios, o limite do Ministério da Educação já havia recuado de R$23,6 bilhões (previstos no Orçamento de 2019) para R$17,7 bi. Seguindo o novo bloqueio, o valor deverá cair para R$16,1 bilhões.

NEWSLETTER

Postagens Populares
  • Destaques da Semana - (18/05)
    Destaques da Semana - (18/05)

    As principais notícias, dados e acontecimentos que marcaram a semana no mercado.

  • Destaques da Semana - (11/maio)
    Destaques da Semana - (11/maio)

    As principais notícias, dados e acontecimentos que marcaram a semana no mercado.

  • Destaques da Semana - (04/maio)
    Destaques da Semana - (04/maio)

    As principais notícias, dados e acontecimentos que marcaram a semana no mercado.

  • Editorial - Abril/2019
    Editorial - Abril/2019

    Análise da conjuntura política e econômica do Brasil e do mundo.

  • A nova rota da seda: China e sua ponte ao ocidente
    A nova rota da seda: China e sua ponte ao ocidente

    Sendo substancialmente foco dos noticiários internacionais, o fórum econômico chinês, prestigiado com 27 líderes de Estado além de dezenas de representantes de outros países, foi encerrado ao fim de março, de modo a representar mais uma onda de ambiciosos investimentos chineses dentro de seu campo infraestrutural, correspondendo assim à injeção de US$ 70 bilhões somente por parte do governo, valor que se adoçou ainda a outros US$ 8,7 bilhões destinados à ajuda de outros países parceiros do bloco, valores estes que expressam muito bem nova política desenvolvimentista expansionista chinesa, nos referimos aqui à chamada “Nova rota da seda”.

  • Destaques da Semana - (20/Abril)
    Destaques da Semana - (20/Abril)

    As principais notícias, dados e acontecimentos que marcaram a semana no mercado.

  • Uber: Uma nova Amazon ou Snapchat?
    Uber: Uma nova Amazon ou Snapchat?

    Lyft vem como um dos maiores concorrentes diretos da Uber, veja a nossa análise sobre esse essa disputa de mercado.

  • Destaques da Semana - (13/Abril)
    Destaques da Semana - (13/Abril)

    As principais notícias, dados e acontecimentos que marcaram a semana no mercado.